Ergonomia no trabalho - Home Office

Home Office - trabalhar em pé faz bem ou é só "modinha"?

Segundo o amargurado François de La Rochefoucauld , "raramente conhecemos alguémde bom senso, além daqueles que concordam conosco".

Isso posto, vamos falar um pouco e filosoficamente (oi?!) sobre bom senso e senso comum.Apesar de muita gente não achar de "bom senso" começar falando sobre filosofia num texto de ergonomia - sob o risco de evacuação de leitores - mas vamos em frente.

Geralmente as duas expressões, bom senso e senso comum, são usadas ou entendidas tendo o mesmo sentido: sensatez, ponderação, equilíbrio. Mas há discordâncias.

O senso comum tem um sentido passivo, ou seja, tem mais a ver com a pessoa adotando comportamentos, atitudes, critériose até pensamentos que prevalecem no grupo ou sociedade do qual ela participa.

Já com o bom senso, a pessoa assume uma postura mais crítica, voltada para o questionamento e buscando interpretar arealidade e adequá-la ao ambiente.

E daí?

E daí que tudo em exagero faz mal. Até felicidade.

Qualquer que seja a postura de trabalho, em pé ou sentado, se for mantida de forma prolongada irá acarretar algum tipo de problema. Por isso o ideal é a alternância.

Sim, existem no mercado móveis planejados para essa finalidade, que permitem que você opte por trabalhar períodos em pé e outros, sentado. Através de regulagens, é possível elevar a altura do monitor e do suporte do teclado. Assim, você dá um chega pra lá por um tempo na cadeira, evita o sedentarismo edá um aprumada na postura.




As estações de trabalho


O que é preciso para ter uma estação de trabalho adequada para o seu estilo?

O  que há de equipamentos e móveis ergonômicos no mercado nacional?

Vamos tratar de Home Office.

Muita gente, quando pensa em montar seu escritório em casa, procura um móvel quetenha gavetas com chaves e que combine com o restante do mobiliário. Ou com acor da parede.

Já a parte da ergonomia fica por conta da cadeira com regulagem de altura. Tá ótimo. E se a mesa tiver aquele suportezinho para o teclado, beleza. Desde quenão prejudique o estilo, né.

É?

Vejamos. A cadeira tem regulagem para altura, mas a mesa não. Digamos que a mesa também não tenha o suporte para o teclado. Então, a regulagem da cadeira será alta. Ocorre que com essa regulagem, não haverá apoio dos pés no chão e as coxasterão de suportar parte do seu peso. Ou se você sentar com o bumbum na beiradada cadeira, as costas ficarão envergadas.

Importante- a cadeira também não pode ser ou estar baixa, ou haverá uma pressão maior sobre os órgãos abdominais.

 A cadeira ideal deve ter regulagem para o encosto, para altura e para os braços. Deve-se usar também um apoio reclinável para os pés.

O monitor deve estar na altura dos olhos. Alguns aparelhos permitem essa regulagem de altura.
Com relação ao teclado, as mãos não devem estar em um nível acima dos cotovelos –isso força a musculatura dos ombros e antebraços.

Infelizmente as opções de móveis e equipamentos no mercado nacional são poucas em relação com o que já existe em outros países.

Falta preocupação (entenda-se também por mercado) por parte dos usuários. O que acontece é que temos muitas variações de um mesmo item, por exemplo, mouse pad com apoio, e pouco investimento em tecnologia para modernização desse setor. E muita dificuldade para importação de equipamentos adequados, com impostos altíssimos.

Segue abaixo um vídeo muito bem humorado contendo dicas sobre como melhorar nossa postura quando utizamos nosso computador em casa.



Você também pode gostar de:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curtir publicações automaticamente no Facebook. Por que isso não é uma boa idéia?