LINQPad, agora com Debug integrado

Vou começar dizendo que os programadores .Net que ainda não experimentaram o LINQPad devem experimentar. Mesmo aqueles que não utilizam LINQ no seu dia a dia conseguem tirar algum proveito da ferramenta.

Propaganda de coisa boa eu faço sem cobrar nada. Aqueles que já utilizam ou utilizaram a ferramenta sabem do que eu estou falando. O programador .Net que não experimentou ainda, está "dormindo na praia".

Aproveito pra deixar meus agradecimentos ao @phgalves que me fez "invejinha" exibindo os poderes  extras que ele possuía com uma licença premium do LINQPad e me inclinando assim a adquirir uma para mim. Isso foi lá em 2013.

Já era bom demais o LINQPad com recursos de intelissense e integração com o NuGet. Mas esse mês os possuidores da bendita licença premium foram abençoados com debug integrado, o que no minha opinião elevou a classificação do LINQPad de uma simples ferramenta para uma verdadeira arma branca. Antes dessa atualização já era possível realizar a depuração do código escrito nele, mas era um processo moroso que consistia em "atachar" o visual studio ao processo do LinqPad e no código escrito fazer chamadas diretas ao método estático System.Diagnostics.Debugger.Break() para substituir um breakpoint.

Com a nova atualização não é necessário mais utilizar o Visual Studio. Todo o trabalho é realizado no próprio LINQPad. A colocação de breakpoints é realizada diretamente no  editor dele assim como você faz no editor do VS, um simples F9 na linha que deseja. Para iniciar a depuração basta clicar na "joaninha" ao invés de clicar no play. Dê esses passos, e pronto você já está depurando o seu código.

Relembro que estamos exaltando aqui as qualidades, do LINQPad licenciado como Premium. A versão free não tem Debug, nem intellisense e nem NuGet, mas ainda assim ajuda quem só precisa  ver o SQL gerado pelo LINQ, ou então só fazer consultas. Lá em 2013 eu paguei $58 dólares pela licença premium, hoje, em promoção ela custa $85. Um pouco salgado, mas considero um dos melhores investimentos que já fiz. Utilizo minha licença em qualquer máquina que eu trabalho, pois no licenciamento deles não existe restrição quanto a isso. A única restrição é que apenas eu posso utilizar a minha licença, mas do que justo.

Em todo caso acredito que não seja difícil convencer o seu chefe a adquirir uma licença para você. Tenho conversado com a galera inserida no mercado de desenvolvimento .Net e notado que é quase padrão a adoção do ReSharper como ferramenta de produtividade. Quem sabe o LINQPad não seja a próxima ferramenta a ser adotada dessa forma? Acho que só depende de nós darmos um bom uso e pedir insistentemente (eufemismo para encher o saco) aos nossos empregadores.

Concluindo, se apenas palavras não foram o suficiente para você entender o poder que se esconde por trás do LINQPad recomendo que você faça o download e experimente, ou então assista algum dos vídeos sobre ele disponíveis no YouTube. Estive procurando algum para exibir junto com o post mas todos que encontrei estão em inglês e geralmente não demonstram o debug, então vou deixar ao critério de vocês procurarem. Se encontrarem algum vídeo bom, por favor, compartilhem nos comentários. Enquanto isso eu vou produzindo um vídeo em português e indo direto ao ponto do nosso post, mas isso deve demorar um pouco par ficar pronto, então, quando ficar, eu atualizo o post.
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curtir publicações automaticamente no Facebook. Por que isso não é uma boa idéia?